Minha análise sobre Kuartus

Antes de mais nada, anuncio que o Midializado está com um novo parceiro: Avesso. No lado direito do blog, já inseri o banner desse site, que mostra os bastidores das campanhas de comunicação.
Fui convidado, através de um scrap no Orkut, a testar o Kuartus, uma rede social desenvolvida em Joinville – SC. 
A idéia é oferecer uma certa espacialidade para uma rede social. Simular um quarto, onde ocorrem as ações de interação com outros usuários. A idéia é diferente dos conceitos que vejo por aí nas redes sociais tradicionais (Facebook, Orkut, Hi5, etc.) que cujo propósito principal é interagir com outros usuários. 
Uma das novidades que encontrei foi um espaço mais dedicado aos podcasts e rádios online. Em Orkut, por exemplo, não há. A idéia de se “fuçar” em um quarto de outro em busca do que ele é ou possui é uma boa metáfora. Lembra bastante Second Life e The Sims (e, num certo nível, os reality shows), no sentido de observar o espaço privado do outro.
O site está em fase beta e foi aberto para testes. Ainda falta dar um bom acabamento nos objetos, mas isso com o tempo será feito, presumo. A idéia de incrementar e personalizar o quarto com objetos a escolha do usuário é uma boa, já que vemos pouco disso nas outras redes (= talvez o MySpace é o que chegue mais próximo de uma personalização maior). E digo isso no sentido visual mesmo, da pessoa bater o olho e identificar os gostos da outra pessoa.
Agora, algumas sugestões:
– O sistema de fotos, ao meu ver, não é muito prático. Se eu quero mandar mil fotos, eu tenho que ficar acrescentando-as uma por uma para serem colocadas na lista e serem uploaded? Acredito que seja interessante, para esse caso, permitir o acréscimo de mais fotos na opção “Enviar arquivo” no momento de manda-las para o upload.
– O painel de fotos do usuário não mantém a proporção das fotos. Por exemplo, se minha foto é vertical, o painel ajusta ela para ser quadrada. Assim, a foto não fica nas proporções corretas. Só clicando na própria foto para ela ser aberta na forma como foi uploaded. É uma questão mais de estética mesmo.
– O sistema de vídeo é bem rápido, mas o painel de vídeos é imprático. Eu tenho que ficar passando, vídeo por vídeo, de um usuário para saber os vídeos que ele carregou. Se alguém tem mil vídeos, dará um trabalho imprático. O ideal seria ter um painel de vídeos, igual ao que tem em fotos. E o mesmo vale para a parte de som.
– Uma idéia que talvez dê certo é incorporar algum tipo de “moeda virtual” para que o usuário possa incorporar mais objetos no seu quarto. Pode-se pensar até mesmo em usar o capital social como moeda. Por ex, se tem mais de 100 amigos ou mais de 100 recados, ativa-se novos objetos, etc. É uma sugestão para incentivar a interação entre os usuários, mas se deve tomar cuidado com uma proliferação de widgets que incrementam amigos automaticamente, como surgiu com os followers do Twitter.
Eu acho bem bacana a idéia de personalização espacial de uma rede social. A maioria das vezes procuramos saber o que a pessoa gosta e tem afinidade através das comunidades que ela frequenta (Orkut) ou pelos amigos e grupos que frequenta (Facebook). Ter uma visualização direta do que a pessoa é torna a interação mais rápida e direcionada, se pensarmos em termos de nichos de interesses. É poupar o trabalho de procurar em uma comunidade alguém que goste da mesma música de Beatles que você.
Conheça nosso novo projeto:
www.atlasmedialab.com