Mangá X HQ

Como sugestão do Gabriel Ishida, hoje vou falar um pouco sobre quadrinhos com uma pequena comparação entre Mangá (os famosos quadrinhos japoneses) e as conhecidas HQs americanas (ok, mas lembrem-se que na verdade Mangás também são HQs).


Enfim, vamos ao que interessa. Vamos começar pelo básico. Mangás são SEMPRE em preto e branco e lidos de trás para frente (mesmo no Brasil eles são publicados desta forma! Contudo, alguns mangás coreanos são publicados com a maneira ocidental de ler, ou seja, da mesma forma com que você le turma da mônica) ao contrário das histórias em quadrinhos americanas que são coloridas e lidas de forma ocidental.

Antes de entrarmos nas personagens e temas abordados nessas duas formas de quadrinhos, acho legal comparar como ambos funcionam em relação ao mercado e público-alvo.
Os mangás são extremamente segmentados (e bota extremamente nisso!) atingindo diversas faixas etárias da população japonesa, ao contrário dos quadrinhos americanos que normalmente tem como público-alvo homens de 15 a 25 anos (claro que há exceções, ok?).

Por exemplo, no caso dos mangás, os principais gêneros de mangá são os mangás Shounen (ou Shônen), que são mangás direcionados ao público masculino e os mangás Shoujo (ou Shôjo), que são mangás direcionados para o público feminino. Aqui no Brasil, dois exemplos claros que temos até hoje são Cavaleiros do Zodíaco (Shounen) e Sailor Moon (Shoujo).

Claro que há uma série de outros gêneros como Kodomo (gênero feito especialmente para crianças), Seinen (gênero feito para homens mais velhos – acima de 30 anos – que aborda temas policiais, espionagem etc..), Yaoi (gênero que aborda relação entre homens) e Yuri ( gênero que aborda relação entre mulheres).

Como vocês podem ver, há gêneros para todos os gostos no mangá. Em relação as HQs, logo nos vem a cabeça super-heróis como Batman, Homem de Ferro, Homem-Aranha etc..e normalmente tendemos a associar quadrinhos americanos a histórias de super-heróis, contudo não é só isso. Há uma série de outros gêneros de histórias, mas para hoje vamos nos ater a estes.

Agora em relação as personagens e narrativa de HQ e mangá. Normalmente as HQs americanas focam em uma narrativa rápida e que normalmente se desenvolve e acaba em apenas um volume. Ainda, também priorizam as características físicas do protagonista que conta sempre com um antagonista (Batman X Coringa, Super-Homen X Lex Luthor, etc…).

No caso do espaço em que a história se desenvolve, as HQs se desenvolvem em sua maioria em universos próximos ao nosso e em épocas próximas a nossa. Ao contrário dos mangás que normalmente se passam em universos totalmente fantasiosos e/ou futuristas (como Naruto e Dragon Ball Z por exemplo).

Os mangás ao contrário, possuem uma narrativa mais lenta e que privilegia o sentimento e a relação do protagonista com os outros a sua volta. Por isso, normalmente os mangás são compostos de sagas diferentes que se fecham na história completa (por exemplo, a versão brasileira do mangá Rurouni Kenshin – ou Samurai X – possui 56 volumes de 100 páginas!). No caso de mangás de super-heróis, o protagonista não possui um antagonista definido, mas sim vários vilões que aparecem ao longo de toda história impondo vários desafios e obstáculos ao personagem principal.

Os mangás também tratam de temas mais cotidianos e simples como romances de colégio (ex: KareKano) ou jogos de basquete (Slum Dunk) abordando toda personalidade das personagens e as relações que as envolvem.

Agora, em relação ao traço e arte de cada um deles, HQs são mais realistas e mais próximas ao nosso universo do que mangás. Em sua maioria são personagens anatomicamente construídos com detalhes muito próximos ao corpo humano. No caso dos mangás o traço é mais complexo em relação as expressões do rosto (por isso dos olhos serem tão grandes e coloridos), contudo alguns detalhes são mais fantasiosos como os cabelos coloridos e roupas extremamente elaboradas.

Enfim, por hoje é só (ok, post longo!) mas espero que tenham gostado. Fico devendo um pouco mais sobre as HQs, mas assim que me atualizar um pouco mais no assunto, atualizo o post.
Até semana que vem!
Conheça nosso novo projeto:
www.atlasmedialab.com