Kill your darlings

Ou no bom português: “Mate seus queridinhos”. Essa expressão vem ressoando na minha cabeça após ler o incrível livro : “O Fator VDM: Um guia antidesastres em projetos criativos” de Luis Marcelo Mendes. O livro trata da importância e das dificuldades de se fazer um projeto criativo de sucesso e para que este projeto criativo seja de sucesso, muitos outros irão para o lixo. Leitura altamente recomendada (no final do post você pode ver onde encontrar este livro).

Enfim, em certo ponto do livro me deparei com este capítulo “Kill your darlings” que na verdade é uma expressão do escritor norte-americano William Faulkner e segundo o autor do livro é uma expressão que deve ser aplicada em todos projetos criativos, desenvolvimento de sites, relatórios, textos, notícias para jornal…mas porque?


Para este post, vou falar um pouco da área onde trabalho atualmente que é design gráfico, mas praticamente qualquer profissional de comunicação pode se relacionar com o que vou tentar abordar neste texto.



Lá está você, sentado no seu computador, já aos 45 do segundo tempo, depois de 45.674 horas trabalhando no mesmo material e de  repente você começa a desenvolver um certo afeto pelo seu trabalho e quando seu chefe pede pra trocar uma fonte ou uma cor…putz…ai o sangue sobe, a tristeza bate…enfim..sentimentos negativos começam a povoar a sua cabeça.


Por isso que de hoje em diante, quando isso acontecer. Lembre-se do Kill your darlings!
Essa expressão serve para que eu, você e qualquer outro profissional da área criativa e de comunicação tenha coragem de se livrar de ideias que não são necessárias para aquele projeto.


Textos brilhantes, layouts maravilhosos, tipografias complexas! Tudo isso é muito bom e sempre muito necessário, mas as vezes desenvolver qualquer tipo de sentimento por essas coisas pode te trazer muita dor de cabeça, principalmente quando o cliente solta o clássico “Não foi isso que eu pedi” e você tem que jogar tudo fora e começar de novo.


Ainda, se você não proteger o seu queridinho das pancadas, modificações, cortes e outras coisas mais garanto você pode se surpreender! De repente encontrar uma outra saída ou um outro caminho que não havia percebido antes e com certeza você e seu cliente só tem a ganhar com isso.


2012: Ano do Kill your darlings!
Até semana que vem!
Ah, quem quiser comprar o livro que mencionei no post, eu recomendo a 2AB editora através deste LINK.

Capa do livro
Conheça nosso novo projeto:
www.atlasmedialab.com