Para quem quer começar: as quatro grandes áreas do mercado de influenciadores

Área em expansão para os próximos anos, o mercado de influenciadores (ou influencer marketing) está passando por aquela fase do fim do oba-oba para o começo do amadurecimento profissional de todos os envolvidos. Vale frisar que realmente é o começo dos:

Anunciantes se preocuparem mais com resultados de negócio do que engajamento;

Influenciadores se preocuparem mais com seus valores do que o dinheiro vindo dos jobs;

Agências terem mais critérios objetivos para montar estratégia do que “chamar os influenciadores-amigos”.

Com o crescimento do mercado e consequente amadurecimento, começa-se a estruturar melhor as áreas e surgir agências e habilidades específicas em cada. Considerando o atual cenário, podemos destacar quatro áreas de atuação dentro do mercado de influenciadores.

Identificação e recrutamento

É a área que busca encontrar influenciadores para as campanhas. Essa área cresceu muito com as plataformas de influenciadores (como Celebryts e Squid) e o crescimento do investimento em micro influenciadores. Também podemos atribuir o fortalecimento dessa área com a preocupação cada vez maior das agências e anunciantes de encontrar os influenciadores certos para suas campanhas, indo além das impressões subjetivas e utilizando critérios objetivos, métodos estruturados e indicadores que tragam informações em torno do influenciador e sua audiência potencial. Aqui, os profissionais mais procurados são os desenvolvedores (para desenvolver algoritmos e aperfeiçoar a busca nas redes sociais por influenciadores) e os  analistas de métricas (analisam os dados de influenciadores para determinar a influência).

Planejamento e estratégia

Geralmente faz parte da área de planejamento de uma agência, mas ultimamente, as agências de Relações Públicas tem deslocado estrategistas e planners para pensarem exclusivamente sobre influencer marketing e como isso se encaixa na estratégia de negócios do cliente. Particularmente, é uma área que tenho estudado bastante pois acredito que dá para criar muita coisa, principalmente quando se está comprometido com os resultados de negócio. É aqui que, por exemplo, pensa-se como o produto irá ser divulgado por cada influenciador, como cada ponta irá contribuir para a estratégia de comunicação e, principalmente, como reagir a resposta do público. Os profissionais de planejamento são os mais indicados para essa área.

Engajamento e relacionamento

É a área com mais profissionais atualmente, pois engloba desde agências de casting até atendimentos das agências. Tendo mapeado os influenciadores que serão usados para a campanha, é necessário um trabalho de atraí-los e convencê-los para que aceitem o trabalho. Aqui abrange: negociação financeira, negociação de permutas e definição de contrato. Do lado das agências, os profissionais de relacionamento devem saber equilibrar os interesses do cliente com os do influenciador, trazendo o melhor dos interesses de cada. Dentre os perfis para essa área, destaco profissionais que lidam com pessoas, como atendimento e comerciais.

Mensuração e insights

A área que mais me identifico, pois lida com métricas e formas de mensuração dos resultados trazidos pelos influenciadores. Acompanha o desempenho em tempo real e durante a campanha para gerar insights que podem ser implementados durante o trabalho. Mensura os resultados e gera os insights e aprendizados para as próximas ações. Há um desafio grande em mensurar de forma correta, indo além das métricas de vaidade e se focando em indicadores de negócio. Aqui, os profissionais de B.I. são os mais indicados para desempenhar nessa área.

 

O mercado sempre está em mudança e difícil prever se surgirão novas áreas e oportunidades. Mas pelo que tenho visto, essas quatro áreas serão a realidade dentro de influencer marketing. Muitas agências já estão estruturadas contendo as quatro áreas, outras se focam em uma ou duas especificamente, etc. Depende muito do modelo de negócio que cada uma possui.