Twittezado

Esse post tem um pré-requisito: você precisa conhecer o Twitter e seu potencial de uso. Lendo meus preciosos feeds no GReader, eu me deparo com um post que levantou uma certa polêmica em blogueiros por aí. Eis o post, do blog de Cris Dias. Concordo com todos os pontos abordados e achei uma ótima reflexão […]

Portas trancadas e pedagiadas.

Antes de mais nada, gostaria de falar que acrescentei o blog da minha veterana favorita em meu blogroll. Recomendo a todos que dêem uma passada lá e vejam o blog de minha amiga Liene. Muito bacana mesmo, beijão Li. Bom, sobre o post anterior, esqueci de completar que ARG é como se fosse um “mundo” […]

Games e Cinema: uma questão de adaptação?

Incrível pensar como uma história, presente em qualquer mídia, pode ser abraçado de tantas formas pelo espectador. Podemos simplesmente acompanhar, falar bem e divulgar na internet, personalizar seu modo de vida e até mesmo fantasiar com a história. Mas há uma forma muito mais interessante, sob o ponto de vista da marca. É o ARG. […]

Assinatura digital

Antes de tudo, após ler “Cultura da Interface” de Steve Johnson, resolvi começar a ler “Blog Marketing” de Jeremy Wright. Estou no começo, mas quando tiver algo interessante no livro, eu posto por aqui. Mas é curioso que, vendo as listas de livros sobre o blogs, as principais referências bibliográficas sejam estrangeiras. Até parece que […]

Uma divergência entre o meio e o pensamento.

Hoje em dia, após ter uma certa vivência em comunicação, percebo que um roteiro ou uma redação claros e precisos são diferenciais no âmbito profissional e em nossa área de atuação. Há um certo tempo, vi uma reportagem (não lembro a fonte, mas creio que era um site sobre mercado de audiovisual) que a profissão […]

Catracalizando a rede

Bom, depois de um excelente Carnaval e um início de aulas no meu último ano de faculdade, cá estou novamente escrevendo no blog, com dois avisos: 1 – Não sei se vocês acompanham, mas faço parte da equipe de conteúdo do blog CromossomoP, juntamente com meus amigos Kai, Parker e Fernando. É um blog sobre […]

A profecia e o paradoxo da vanguarda na interface

Bom, agora é o último capítulo do livro “Cultura da Interface” de Steve Johnson, cujo título é “Conclusão – A Infinidade Imaginada”. É o capítulo com mais abordagens sobre a interface, pois o autor resolve discutir previsões e pontos de vista sobre diferentes aspectos da interface. Justamente por essa densidade de informações, irei apenas comentar […]

Querida, digitalizei as crianças

Dando uma pausa para o último capítulo do livro “Cultura da Interface” de Steve Johnson, quero dar um destaque para uma reportagem presente na revista Veja desse mês de fevereiro e fazer um paralelo com o ranking das redes sociais em janeiro de 2009. Mas antes, quero agradecer o convite do Parker e do Fernando […]

Ciberhumanos?

Bom, prosseguirei com o capítulo “Agentes” do livro “Cultura da Interface” de Steve Johnson mas antes, gostaria de fazer uma pequena observação: ao contrário do que aparente a frequência dos posts, o livro não é nem um pouco longo. São quase 170 páginas, ou seja, bem longe do que os tradicionais romances que lemos para […]

O pensamento como um teclado virtual.

Voltando ao livro “Cultura da Interface” de Steven Johnson, agora comentarei sobre o capítulo “Texto”. Mas antes de mais nada, obrigado pelos comentários sobre o novo layout do blog. Recebi elogios e sugestões de melhoria, que, com certeza, serão úteis e saudáveis para o blog. Obrigado. E falando no layout, coloquei uns twitters que eu […]